Cidadãos de Moçambique retoma projecto de Acesso à água potável em Inhassunge

A Associação Cidadãos de Moçambique, lançou, nesta segunda-feira (09) de Setembro, na localidade de Mucupia, a apresentação de retomada da segunda fase do projecto de advocacia sobre o acesso à água potável e saneamento nas comunidades de Ilova, distrito de Inhassunge.

O projecto consistira em influenciar o Governo local através dos Serviços de Planificação e Infraestrutura (SDPI) na manutenção dos furos de água que se encontram inoperacionais, capacitação dos comités de gestão de água de modo que sejam funcionais e promover acções que contribuam com que as comunidades tenham conhecimento sobre os seus direitos e deveres.

O chefe de Repartição de Obras Públicas, Infraestruturas e Equipamento do SDPI de Inhassunge, Salé Salimo Jafar, disse que sai[u] do encontro consciencializado que o seu sector deve intensificar a sensibilização tal como a educação cívica sobre as boas práticas de saneamento nas comunidades, “vamos intensificar mensagens de sensibilização nas comunidades no sentido de preservar as fontes e usá-la como um bem público”.

Os participantes louvaram a iniciativa e afirmaram que caso a organização intervenha no que foi planificado, contribuirá, por um lado, na mudança de comportamento da população naquele distrito e, por outro, no acesso à água potável nas comunidades.

Refira-se que este projecto é financiado pela Fundação Mecanismo de Apoio a Sociedade Civil, de seu acrónimo Fundação MASC.

Sem comentários

Postar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: